sábado, julho 07, 2018

Semi-finais sem Brasil

Errei justamente a partida que não queria errar...

França x Bélgica

Essa sim será a partida da Copa. Mas atenção: não se trata de final antecipada. Lembrem-se do Brasil x Holanda em 98 (e, coincidentemente, a Croácia estava no outro lado para perder da França). A França tem todas as condições de ganhar da Bélgica, já que  não terá o Fernandinho na defesa nem o Gabriel Jesus no ataque. Além disso, mostrou como se marca atacantes ao anular o Suárez. O favoritismo - leve - é dela.

Croácia x Inglaterra

A Rússia foi valente e caiu de forma bastante digna - mais até que o Brasil. A canseira que deu na Croácia (que jogou 60 minutos a mais, fora exaustão psicológica após dois pênaltis - embora isso não tenha sido empecilho para a França, que ganhou do Paraguai no gol de ouro e da Itália nos pênaltis em 1998 ganhar de uma Croácia tecnicamente mais descansada), será fundamental para que a Inglaterra ganhe no tempo normal. Sim, isso fará diferença. A Inglaterra está com uma estrela danada aqui.

A final então será a rivalidade mais antiga de todas: França x Inglaterra. Como é território russo, aposto na Inglaterra - por mais que torça para a França.

Quanto ao terceiro lugar, dá Bélgica.

E lá vamos nós de novo para casa... Por que perdemos?

Antes das quartas eu disse isso aqui:

Potencial para ser o melhor jogo da Copa aqui. A Bélgica tem dois caminhos a seguir: o de sentir o peso do adversário e cair feito em 2002 contra nós e em 2014 contra a Argentina ou se lembrar que trata-se de um país ficcional, mas um país ficcional que é formado de 48% de França (com a qual temos problemas futebolísticos), 48% de Holanda (idem) e 4% de Alemanha (ibidem). Além disso, estamos com uma Espada de Dâmocles chamada Neymar: ele se machucará? Ele tomará o segundo cartão amarelo contra o México e não jogará? Quem sabe?

Depois de tomar dois gols da gloriosa Tunísia e outros dois gols do glorioso Japão, não dá para apostar na Bélgica - e lembrando que temos a melhor defesa ao lado do Uruguai. Mas tudo depende de um jogador aqui: Neymar. O jogo dos belgas será provocá-lo até que ele tome outro cartão amarelo, daí perca o controle de vez e tome um vermelho. A Espada de Dâmocles continua pairando sobre nossas cabeças

O que aconteceu: a Bélgica simplesmente resolveu fazer o óbvio dos óbvios: em vez de jogar da maneira que sempre jogou, reconhecer seus erros e se adaptar ao adversário, o que o cabeça-dura do Tite NUNCA fez.

Quem é o principal culpado dessa Copa? Ele se chama TITE. Ele pode ser um cara gente boa, um ótimo garoto propaganda, um técnico minimamente decente (ao contrário do Parreira em 2006, do Dunga e do Scolari em 2014), mas é um técnico burramente TEIMOSO.

TEIMOSO por NUNCA ter cogitado mudar seu esquema de jogo para substituir os jogadores que estavam ruins em campo. Vou falar sobre o Parreira, mas o de 1994. Nas eliminatórias o Raí não estava jogando nada, a imprensa caía porque caía de pau no Parreira por causa disso -o Casseta & Planeta zoava com ele porque dizia que ele só colocava o Raí em campo porque ele ea bonito - e ele peitou até onde pôde. Esse "até onde pôde" deu na segunda partida contra os Camarões, quando ele trocou pelo Müller e, já na primeira partida contra a Suécia, foi definitivamente substituído pelo Mazinho. Enquanto isso, o Tite insistiu por TODA a Copa com o garoto-propaganda Gabriel Jesus.

(falando nisso, hoje entendemos o porquê do Parreira ter poupado o então moleque de 17 anos Ronaldo, mesmo sob insistência da própria mãe do técnico).

TEIMOSO por ter insistido no mesmo esquema tático independente do adversário, nem cogitando ao menos mudá-lo contra a até agora invicta e com o melhor ataque Bélgica.

TEIMOSO por ter OUSADO convocar o Fernandinho. Em qualquer análise disponível no Youtube (aqui, aqui) dá para culpá-lo junto com o David Luiz pela catástrofe homérica dos 7-1. E sinceramente, PAU NO CU DO FERNANDINHO! ESTOU POUCO ME FUDENDO EM RELAÇÃO ÀS OFENSAS QUE ELE E SUA FAMÍLIA ESTÁ SOFRENDO. ESTOU ACHANDO É POUCO! GANHA UMA BABA DE DINHEIRO E COMETE CAGADAS MONUMENTAIS EM DU-AS COPAS!? "Ah, mas ele jogou horrores depois da Copa!" E daí? o Felipe Melo comeu a bola na Turquia depois de ter sido expulso em 2010. Isso não o impediu de ter sido devidamente proscrito da seleção.

TEIMOSO por ter mantido jogadores absolutamente sem condições na equipe, por ter dó de cortar (caso do Fred).

Aliás, a questão física dos jogadores devia ser mais discutida: o Brasil participou de 21 das 21 Copas possíveis, e essa foi a primeira vez que tantos jogadores tiveram problemas físicos em TREINAMENTOS. O que é isso!?

Retomando: até aqui os principais culpados são, pela ordem:

1 - Tite
2 - Gabriel Jesus
3 - Fernandinho
4 - Preparação física amadora

Estão querendo renovar com o Tite para o próximo ciclo, falando que "a eliminação não foi tão traumática assim (é verdade, se comparando com todas depois de 2002)", e que ele não teve tempo de treinar devidamente o time. Nesse caso eu DISCORDO FRONTALMENTE. O Scolari 2002 teve MENOS DE UM ANO para treinar a seleção após ela ter passado pelo Luxemburgo e pelo Leão (aliás, dois técnicos que foram para a Seleção pelo que treinaram no Corinthians. O Mano Menezes foi a mesma coisa - será que ninguém vê um padrão aqui). Falta de tempo hábil para treinar não pode ser considerado uma desculpa. Não adianta nada ele ter mais 4 anos para treinar o time e insistir em: 1) ser teimoso taticamente (aliás, eu já dizia em 2014: "E que, por favor, surja um técnico que saiba se adaptar às circunstâncias dos jogos! CHEGA DE TEIMOSIA!"; e 2) insistir com os mesmos jogadores, com essa palhaçada de "família". Concordo que não há muitas alternativas ao Tite (o Renato Gaúcho talvez - muito embora ele tenha rebaixado o Vasco em 2008). A Argentina tem ao menos o Simeone. Vamos ver como ele se sai na Copa América - que será no Brasil. Se ele perder, tchau e bênção.

Além disso, há o fator psicológico. A Bélgica esteve à beira do abismo nas oitavas, mas conseguiu ressurgir das cinzas. O Brasil sempre começou na frente, e quando tomou o primeiro gol não soube o que fazer. A Bélgica se comportou de forma semelhante à seleção masculina de vôlei nas Olimpíadas (esteve a ponto de ser eliminada na fase dos grupos, começou perdendo para a França e virou o jogo) e o Brasil, à seleção feminina (ganhou todas as partidas na base dos 3-0, daí quando foi enfrentar a China perdeu o primeiro set e desandou).

Outro fator, e volto a insistir, é o Campeonato Brasileiro em formato de pontos corridos, o que ocorre desde 2003. Coincidência? Eu acho que não.  Mal ou mal, todos os formatos anteriores buscavam se parecer com a Libertadores/Copa do Mundo/Liga dos Campeões. O melhor formato foi o que todos jogavam contra todos e depois havia playoffs com os 8 primeiros. Macaqueamos os europeus e reclamam que a cópia ficou pior, quando a cópia SEMPRE será pior.

Em termos de fatores extra-campo, o principal foi a cidade de Kazan, cemitério dos campeões mundiais (a França só se deu bem porque teria que haver um vencedor nas oitavas).. Dessa vez não houve Zico nem Suzana Werner. A Marquezine? Não acho. Agora, sem sombra de dúvida o fato de finalmente termos eliminado aquela porra de "eu sou brasileiro, com muito orgulho com muito amoor" fez com que não fôssemos goleados.

terça-feira, julho 03, 2018

Quartas de final sem Argentina

É... Meu aproveitamento não foi mal: 87,50% das apostas. Mas para não variar, errei nos detalhes:

Uruguai x Portugal (Preparem suas canelas!  - Uruguai)

Mantenho o que disse. Portugal pode ter Cristiano Ronaldo, mas o Uruguai é muito mais time que ele - salvo o Cavani, que é grand en France seulemant.

Errei com o Cavani e nas botinadas, que não houve. Aliás, essa Copa está fraca de cartões vermelhos, hein?

Na segunda partida eu disse o seguinte sobre a Argentina:

Acabou dando Argentina aqui, que se safou por pouco de passar por um vexame. A Argentina é uma grande incógnita, sobretudo no aspecto extra-campo: depois das vergonhosas duas primeiras partidas, os jogadores fizeram uma revolução e eles mesmo estão selecionando os jogadores e as táticas. Por um lado isso deu certo contra a Nigéria. Por outro, não só quase foram para o vinagre como também resolveram colocar o Higuaín (também conhecido como Ínguaruim). A questão é: a "democrácia argentina" dará certo contra a França? Por enquanto, mantenho minha aposta na França.

E o fator extra-campo foi o determinante para a Argentina, que só conseguiu fazer gols na França em lances individuais (o primeiro gol do Di Maria), na sorte (o segundo) e com o fator Messi (o segundo mais o terceiro). Taticamente estava uma porcaria, e foi por isso que tomou um vira-vira rapidinho da França.

Enfim, quanto às quartas, disse o seguinte:

Uruguai x França

A França está jogando um futebol burocrático, mas é melhor time que o Uruguai. França nas semis - obviamente a culpa de não ter ido para frente em 2014 era do Benzema.

Mudo a opinião sobre a França ser um time burocrático. Já não é. Quanto ao Uruguai, provavelmente irá jogar sem o Cavani, e isso será capital para sua derrota nas quartas. Mas essa partida tem um cheiro de pênaltis considerável.

Bélgica x Senegal (Bélgica)

Uma pena Senegal não ter se classificado. E foi por pouco: se tivessem conseguido um empate contra a Colômbia e/ou a Polônia (que nunca me enganou) tivesse feito outro gol contra o Japão, estariam dentro. Enfim, será contra o Japão, e prevejo um chocolate belga, com o Lukaku indo para a artilharia da Copa.

Não só o chocolate não aconteceu como quase que o Japão apronta a maior zebra dessa Copa. Os belgas mostraram que têm uma defesa horrível - compensada com um ótimo ataque. Obviamente eles irão focar mais na defesa contra o Brasil, mas a pergunta que fica é: adiantará?

Brasil x México (em Samara Brasil)

O México não dá sorte nem com reza brava.

O México tem um histórico de complicar para a gente. Vide as nas últimas Copas Américas, aquele 0x0 na última Copa, com o Ochoa defendendo tudo... Mas eles têm um problema maior, para além da ausência do zagueiro Héctor Moreno, suspenso pelo segundo cartão amarelo: a questão psicológica de não passar das oitavas desde 1990. Eles teriam condições de superar, mas depois de terem sofrido um verdadeiro chocolate da Suécia e terem contado com a ajuda inesperada da Coreia do Sul, está claro que vão jogar como nunca e perder como sempre. Deveriam ao menos ter empatado...

Não foi um jogo de rosca, mas não foi totalmente fácil não. Ganhamos sobretudo porque os mexicanos já entraram com medo, que é o que justifica ficarem gritando "olé" aos 5 minutos do primeiro tempo com 0 x 0. Em relação ao Neymar: o principal defeito é que ele é simplesmente um baita de um exagerado. O pisão houve, a jogada anti-desportiva houve - e o jogador mexicano deveria ter levado cartão vermelho da mesma forma que o Felipe Melo levou em 2010 . Mas o contorcionismo do Neymar simplesmente é exagerado. Vamos à previsão das quartas:

Brasil x Bélgica

Potencial para ser o melhor jogo da Copa aqui. A Bélgica tem dois caminhos a seguir: o de sentir o peso do adversário e cair feito em 2002 contra nós e em 2014 contra a Argentina ou se lembrar que trata-se de um país ficcional, mas um país ficcional que é formado de 48% de França (com a qual temos problemas futebolísticos), 48% de Holanda (idem) e 4% de Alemanha (ibidem). Além disso, estamos com uma Espada de Dâmocles chamada Neymar: ele se machucará? Ele tomará o segundo cartão amarelo contra o México e não jogará? Quem sabe?

Depois de tomar dois gols da gloriosa Tunísia e outros dois gols do glorioso Japão, não dá para apostar na Bélgica - e lembrando que temos a melhor defesa ao lado do Uruguai. Mas tudo depende de um jogador aqui: Neymar. O jogo dos belgas será provocá-lo até que ele tome outro cartão amarelo, daí perca o controle de vez e tome um vermelho. A Espada de Dâmocles continua pairando sobre nossas cabeças

Espanha x Rússia (Espanha)

A Rússia voltou a ser a Rússia que conhecemos na derrota de goleada para o Uruguai. De qualquer forma já é a melhor campanha "dela" desde 1986 - está entre aspas porque a União Soviética de então era formada principalmente por jogadores ucranianos. Assim, ao menos os ucranianos poderão tirar alguma onda com os russos: "Ah, é? Vocês pegaram a Crimeia? Nós ao menos fomos até as quartas em 2006, hahaha!!". Em relação à Espanha, o futebol dela está horrível, mas o adversário é ainda mais. Mantenho a aposta - mas se a Rússia aperfeiçoar um novo método de doping aí já não é problema meu.

Aqui foi onde errei. Os problemas extra-campo acabaram com a Espanha. Já a Rússia deixou de ser a velha Rússia e passou a ser a nova Itália. O catenaccio aplicado por eles foi perfeito. Mas como vimos ao final da partida, o condicionamento físico não é o forte dos russos. Felizmente eles terão quase uma semana para descansar - além do fato da Croácia também ter ido para os pênaltis.

Vamos ao outro jogo:

Aqui será Croácia x Dinamarca. A Croácia conseguiu ganhar de forma maiúscula contra a Islândia com um time misto, e isso não é pouca coisa. Já a Dinamarca teve a proeza de empatar com a Austrália... Óbvio que dará Croácia.

O óbvio não foi evidente... A Croácia claramente sentiu o peso de estar no mata-mata, e a Dinamarca deu uma crescida como Schmeichel Jr. se revelando um excelente goleiro. Pena que não adiantou.

Aqui o jogo será Rússia x Croácia. Mais uma vez os russos são os azarões. Mas são azarões retranqueiros e dos muito bons. Sobreviveram ao cerco de Madri... Mas ao que tudo indica, em Sochi cairão. Por mais que os croatas tenham desapontado nas oitavas, eles são coletivamente muito bons e não estão passando por problemas extracampo. Será algo parecido com o que houve contra o Uruguai.

Finalmente, a última partida

Aqui será Suécia x Suíça, a partida da confusão. A Suécia conseguiu se recuperar da amarelada vergonhosa contra a Alemanha e venceu de forma convincente o México. A Suíça, por sua vez, empatou com a Costa Rica. Embora a Suíça tenha um time melhor, a Suécia está embalada. Partida imprevisível, mas minha aposta é na Suécia.

Acertei na aposta, mas foi por pouco... Foi um jogo terrível decidido na sorte, com um gol com desvio do defensor. A Suécia continua embalada, e terá uma tênue vantagem sobre a Inglaterra devido ao fato de terem ido aos pênaltis.

Inglaterra x Colômbia (Colômbia)

A Inglaterra está com o melhor time desde 2002. Mas o Keane é um matador, e a competição dele aqui não é com o Cristiano Ronaldo ou com o Lukaku, mas com o Gary Lineker. Aqui vou ter que mudar minha aposta. Adoro a Colômbia, é o meu segundo time nessa Copa, mas infelizmente eles provavelmente não irão contar com o James Rodriguez nas oitavas - e se contarem, ele não estará 100%. Os ingleses passarão, mas é a segunda partida mais imprevisível das oitavas.

Foi uma aposta esquizofrênica, falei que daria Colômbia mas que a Inglaterra ganharia. Mais hein? Pois é, era um jogo complicado. A Colômbia sentiu a ausência do James Rodriguez, e se ele tivesse por lá seguramente ela ganharia. Mas ele não tava, e mesmo assim a Colômbia fez um jogo heroico. O problema é que aconteceu algo perigosíssimo nessa partida: a Inglaterra ganhou nos pênaltis. Isso NUNCA havia ocorrido antes. Sem a inhaca do Rooney e agora sem a inhaca dos pênaltis... É a primeira vez que a Inglaterra passa para as quartas desde 1990, o Keane já tem 6 gols e não dá pintas de parar... Senhoras e senhores, acho que já temos um dos finalistas definidos. O que me preocupa mais ainda é que do outro lado, do nosso lado, está a eterna rival inglesa, que é a França. E antes da França haverá o Brasil (mais provável) ou a Bélgica... E justamente no país onde o Napoleão começou a perder a guerra! Coincidências demais... Espero que o Uruguai consiga queimar minha língua.

Já quanto às quartas, será 

Suécia x Inglaterra

A Inglaterra mista perdeu contra o time misto da Bélgica. E já disse: o Keane me parece estar no mesmo patamar do Lineker. Sabe o que está parecendo? A França. Em 1990 e 1994 o Eric Cantona era o principal jogador francês - era praticamente uma mistura de Renato Gaúcho e Edmundo em termos de qualidade e temperamento-, mas não impediu o país de parar nas eliminatórias. Depois do fracasso contra a Bulgária do Stoichkov, resolveram substituí-lo por um tal de Zinedine Zidane... O Cantona da Inglaterra era o Wayne Rooney.

A Inglaterra tem muito mais time que a Suécia para ganhar. Além disso, o Kane tem potencial aqui não só para brigar com o Lineker como quebrar a barreira dos 6 gols em copas tal qual o Ronaldo fez em 2002. Mas atenção: hoje contra a Colômbia os ingleses mostraram que são um pouco cabeças quentes, o que os suecos parecem não ser. Para não falar que a Suécia, como disse, terá uma ligeira vantagem no fator desgaste físico. Outra partida com potencial para terminar nos pênaltis. Mas a sorte está favorecendo a Inglaterra. Ah, sim: dos antigos inimigos da Rússia já caíram a Polônia e a Alemanha. Faltam agora a Suécia e a França.

Então as semi-finais serão 

França x Brasil - Partida imprevisível: o Neymar joga ou não joga? Se sim, o Brasil tem todas as chances de ir para a final. Caso contrário, dá França. Lembrando que o nosso problema contra a França em copas NÃO SE APLICA às semi-finais. Mas não se enganem com a conversa de que é uma "final antecipada". Não é. Dependendo do desgaste físico e emocional que acontecer aqui, será bom sim é para o ouro lado. O Brasil só ganhou de 4x1 da Itália em 1970 porque os italianos jogaram a maior partida de todos os tempos contra a Alemanha nas semi-finais, enquanto passeamos tranquilamente, e a França só deu os 3x0 na gente em 1998 porque fomos fisica e mentalmente destruídos pela Holanda nas semis.

Croácia x Inglaterra - A Inglaterra tem mais futebol que a Croácia, e nessas horas a tradição pesa um pouco. Mas tudo dependerá do fator desgaste físico nas partidas das quartas. A Inglaterra tem que contar com a Rússia aquebrantando a Croácia e não ser aquebrantada pela Suécia. 

Se for Brasil x Inglaterra, o Brasil ganha, pelo fato dos ingleses sempre terem sentido o peso da partida. Numa final então nem se fala. A NÃO SER QUE a semi-final seja uma partida no estilo Brasil x Holanda em 1998...

sexta-feira, junho 29, 2018

Oitavas de Final sem Alemanha

Bem, creio que apenas aquele apostador inglês que ganhou uma grana preta conseguiria adivinhar que a Alemanha passaria vergonha frente à Coreia do Sul e cairia na primeira fase. Dito isso, vejamos como foi a minha previsão para as oitavas lá em dezembro. Para além da Alemanha e da Sérvia, vejamos meus acertos e erros:

Nas oitavas de final, o encadeamento ficaria:

Uruguai x Portugal (Preparem suas canelas!  - Uruguai)

Mantenho o que disse. Portugal pode ter Cristiano Ronaldo, mas o Uruguai é muito mais time que ele - salvo o Cavani, que é grand en France seulemant.

França x X (França)

Acabou dando Argentina aqui, que se safou por pouco de passar por um vexame. A Argentina é uma grande incógnita, sobretudo no aspecto extra-campo: depois das vergonhosas duas primeiras partidas, os jogadores fizeram uma revolução e eles mesmo estão selecionando os jogadores e as táticas. Por um lado isso deu certo contra a Nigéria. Por outro, não só quase foram para o vinagre como também resolveram colocar o Higuaín (também conhecido como Ínguaruim). A questão é: a "democrácia argentina" dará certo contra a França? Por enquanto, mantenho minha aposta na França

Brasil x México (em Samara Brasil)

O México não dá sorte nem com reza brava.

O México tem um histórico de complicar para a gente. Vide as nas últimas Copas Américas, aquele 0x0 na última Copa, com o Ochoa defendendo tudo... Mas eles têm um problema maior, para além da ausência do zagueiro Héctor Moreno, suspenso pelo segundo cartão amarelo: a questão psicológica de não passar das oitavas desde 1990. Eles teriam condições de superar, mas depois de terem sofrido um verdadeiro chocolate da Suécia e terem contado com a ajuda inesperada da Coreia do Sul, está claro que vão jogar como nunca e perder como sempre. Deveriam ao menos ter empatado...

Bélgica x Senegal (Bélgica)

Uma pena Senegal não ter se classificado. E foi por pouco: se tivessem conseguido um empate contra a Colômbia e/ou a Polônia (que nunca me enganou) tivesse feito outro gol contra o Japão, estariam dentro. Enfim, será contra o Japão, e prevejo um chocolate belga, com o Lukaku indo para a artilharia da Copa.

Espanha x Rússia (Espanha)

A Rússia voltou a ser a Rússia que conhecemos na derrota de goleada para o Uruguai. De qualquer forma já é a melhor campanha "dela" desde 1986 - está entre aspas porque a União Soviética de então era formada principalmente por jogadores ucranianos. Assim, ao menos os ucranianos poderão tirar alguma onda com os russos: "Ah, é? Vocês pegaram a Crimeia? Nós ao menos fomos até as quartas em 2006, hahaha!!". Em relação à Espanha, o futebol dela está horrível, mas o adversário é ainda mais. Mantenho a aposta - mas se a Rússia aperfeiçoar um novo método de doping aí já não é problema meu.

Argentina x Peru (Argentina)

Primeira partida em que errei totalmente as equipes. Aqui será Croácia x Dinamarca. A Croácia conseguiu ganhar de forma maiúscula contra a Islândia com um time misto, e isso não é pouca coisa. Já a Dinamarca teve a proeza de empatar com a Austrália... Óbvio que dará Croácia.

Alemanha x Sérvia (Alemanha - mas atenção: a Alemanha tem um histórico de vexames contra times do leste europeu em playoffs)

Outra partida em que errei totalmente. Aqui será Suécia x Suíça, a partida da confusão. A Suécia conseguiu se recuperar da amarelada vergonhosa contra a Alemanha e venceu de forma convincente o México. A Suíça, por sua vez, empatou com a Costa Rica. Embora a Suíça tenha um time melhor, a Suécia está embalada. Partida imprevisível, mas minha aposta é na Suécia.

Inglaterra x Colômbia (Colômbia)

A Inglaterra está com o melhor time desde 2002. Mas o Keane é um matador, e a competição dele aqui não é com o Cristiano Ronaldo ou com o Lukaku, mas com o Gary Lineker. Aqui vou ter que mudar minha aposta. Adoro a Colômbia, é o meu segundo time nessa Copa, mas infelizmente eles provavelmente não irão contar com o James Rodriguez nas oitavas - e se contarem, ele não estará 100%. Os ingleses passarão, mas é a segunda partida mais imprevisível das oitavas.

Assim, os confrontos das quartas serão:

Uruguai x França

A França está jogando um futebol burocrático, mas é melhor time que o Uruguai. França nas semis - obviamente a culpa de não ter ido para frente em 2014 era do Benzema.

Brasil x Bélgica

Potencial para ser o melhor jogo da Copa aqui. A Bélgica tem dois caminhos a seguir: o de sentir o peso do adversário e cair feito em 2002 contra nós e em 2014 contra a Argentina ou se lembrar que trata-se de um país ficcional, mas um país ficcional que é formado de 48% de França (com a qual temos problemas futebolísticos), 48% de Holanda (idem) e 4% de Alemanha (ibidem). Além disso, estamos com uma Espada de Dâmocles chamada Neymar: ele se machucará? Ele tomará o segundo cartão amarelo contra o México e não jogará? Quem sabe?

Espanha x Croácia

Vai depender do quão convincente será a vitória da Espanha contra a Rússia. A princípio, dará Croácia.

Suécia x Inglaterra

A Inglaterra mista perdeu contra o time misto da Bélgica. E já disse: o Keane me parece estar no mesmo patamar do Lineker. Sabe o que está parecendo? A França. Em 1990 e 1994 o Eric Cantona era o principal jogador francês - era praticamente uma mistura de Renato Gaúcho e Edmundo em termos de qualidade e temperamento-, mas não impediu o país de parar nas eliminatórias. Depois do fracasso contra a Bulgária do Stoichkov, resolveram substituí-lo por um tal de Zinedine Zidane... O Cantona da Inglaterra era o Wayne Rooney.

domingo, junho 24, 2018

Copa do Mundo - antes da terceira rodada

Bem, vamos conferir o que disse duas semanas antes do início da Copa.

Grupo A - RÚSSIA (vou me arrepender disso...), Arábia Saudita, Egito e URUGUAI (1º)
 Eu sinceramente nunca tinha ouvido a história desse Salah, mas não importa: o Egito é a terceira força do grupo (ou segunda, considerando a Rússia), mas vai perdê-lo justamente contra o favorito do grupo. A possibilidade da Rússia aumentou. Mas quem sabe, né?

Quem diria... Me dei bem. A Rússia surpreendentemente (talvez até surpreendentemente demais) está jogando muito bem. Tudo bem que enfrentou países muçulmanos pós-Ramadã, mas ainda sim não dá para retirar seu mérito. Quanto ao Uruguai, jogou aquele futebol de sempre: às vezes bem feinho, mas que dá resultados. Veremos o verdadeiro teste de fogo para a Rússia na última partida. Eu acho que vai dar Uruguai

Grupo B -  PORTUGAL, ESPANHA, Marrocos e Irã
Gostaria de aumentar meu cacife na Espanha, sobretudo depois que ela goleou a Argentina. Além disso - escrevam o que eu digo - se a Espanha encontrar a Alemanha no mata-mata ela ganha.

A Espanha, mesmo baqueada com problemas extra-campo (o técnico foi demitido na véspera da Copa), mostrou que está com um timaço, e está com a mão direita para terminar essa primeira fase em primeiro. Em relação a Portugal, o Cristiano Ronaldo resolveu fazer tudo nesta Copa o que não fez últimas três. Embora vá sofrer dificuldades com o Irã, tem todas as chances de ir para as oitavas. Preparem as botinadas para Uruguai x Portugal.

Grupo C - FRANÇA, Austrália, PERU e Dinamarca.

Enfim, o Guerreiro irá à Copa. Não sei se o tanto de meses de gancho o prejudicará, mas vou dar uma chance ao Peru. Além disso, a França... A equipe francesa está mordida com o vice da Eurocopa em casa. Além disso, a equipe é experiente com mata-mata, superou um trauma histórico contra a Alemanha... Isso conspira para que a "Copa Não" possa virar uma "Copa Sim"

E a França resolveu jogar seu futebol suficiente. Quanto ao Peru, o bestão do técnico resolveu não colocá-lo logo no início contra a Dinamarca e deu no que deu. Não vou arriscar quem ficará em primeiro, pois França x Dinamarca costumam ser jogos muito estranhos - vide o que houve em 2002. Nessa de jogo estranho a Austrália pode ser estranhamente beneficiada - o que é difícil, mas pode acontecer.

Grupo D - Argentina, Islândia, Croácia e Nigéria

Pode ser que o Messi não esteja jogando tudo o que pode não porque ele já passou do seu ápice, mas porque quer arrebentar na Copa. Por outro lado, a Argentina tomou de 6x1 da Espanhae só goleou de 4x0 o Haiti antes de embarcar para a Rússia. Esse grupo está cada vez mais me parecendo um legítimo grupo da morte (não tanto quanto o do Brasil, mas ainda assim um grupo da morte).

E virou um grupo da morte - exceto para a CROÁCIA, que encaixou seu jogo! Eu falei que a Argentina estava mal e só foi resgatada da bacia das almas graças à nem tão surpreendente vitória da Nigéria. A Islândia jogou a partida da vida dela contra a Argentina, mas tem o defeito de ser um time bitolado. Para piorar, a Croácia poupará vários titulares contra a Islândia. Ficou total e absolutamente imprevisível.

Grupo F - ALEMANHA México, Suécia e Coreia do Sul

Sim, a Alemanha é favoritíssima no grupo, sim, a Suécia tem mais jeito de segunda força que o México, mas houve um fato novo aí: os alemães estão com vontade demais... Isso signifca um grande potencial de repetir a "era da atitude" do Brasil 2010.

Falei que a Alemanha estava com problemas... Ela também é um time bitolado, e essa bitolagem custou-lhe a derrota contra o México e transformou um grupo que deveria ter sido fácil para ela num Grupo da Morte. É claro que ela tem todas as condições de dar um passeio na Coreia do Sul (muito embora o sufoco que passou em 1994, quanto também era a então campeã, deva ser lembrado) e ser a primeira colocada por saldo de gols. E a Suécia, coitada... Perdeu uma partida que tinha na mão (e não me venham falar em erro do juiz - ela ficou com um jogador a mais por 10 minutos e aquela "barreira" contra o Kross no final foi absolutamente ridícula). O México está com a mão direita, mas não vou dar nenhum prognóstico.

O Grupo G era tão previsível que nem me dei ao trabalho de atualizar 14 dias antes. Segue o post de dezembro

Grupo G - BÉLGICA, INGLATERRA (é possível que me arrependa disso), Tunísia e Panamá

A Bélgica lembra aquele time do Perfectum do Tiny Toons (o do episódio em que o Plucky quase vende o resultado). São esnobes e estão mais experimentados que na última Copa/Eurocopa. Mereceriam ser eliminados na primeira fase (a Inglaterra também), mas os outros rivais (a Tunísia um pouco menos) são tão vergonhosos que conseguem passar fácil. E não, o Panamá não é a Costa Rica dessa Copa - já disse que será o Peru.

Só errei na questão dos jogos chatos. A Bélgica, mesmo considerando a fraqueza dos adversários, está sendo a melhor seleção da Copa. Quanto à Inglaterra, aparentemente o problema dela nessas últimas 3 copas tenha sido a inhaca do Rooney. Está sendo sua melhor performance desde 2002.

Grupo H - Polônia COLÔMBIA, SENEGAL e Japão

A Polônia é um Portugal piorado, e tem um histórico recente de participações vexaminosas em Copa. Já Senegal (o que será o segundo, sendo a Colômbia a primeira) quase foi garfado nas eliminatórias, quando foi literalmente roubado pelo juiz numa partida contra a África do Sul (tiveram que repetir a partida e Senegal ganhou, eliminando a lusófona Cabo Verde e a minha querida Burkina Faso com sua gloriosa capital Ougadougou). Para não falar que fez bonito na única Copa que fez. Toda copa tem um africano para se destacar, e nessa esse será o país. De resto, um grupo chato - salvo pela Colômbia.

Aqui vários erros - exceto pela Polônia, que nunca me enganou: 1) quem está sendo a Costa Rica dessa Copa não foi o Peru, nem mesmo o Panamá, mas o Japão. Pode-se dizer que teve uma sorte danada contra a Colômbia, jogando com um jogador a mais e fazendo um gol logo aos 4 minutos. Mas o resultado contra o Senegal (que está sendo realmente a melhor seleção africana) definitivamente não foi sorte. Quanto à Colômbia, está se recuperando do azar que teve contra o Japão e pegará um Senegal que pode estar na descendência. Eu acho que dará Colômbia (que está ganhando de forma maúscula contra a Polônia, sem se beneficiar com as cagadas da defesa polonesa), mas não dou nenhum palpite quanto ao outro classificado.

Finalmente...

Grupo E - BRASIL, Suíça, Costa Rica e SÉRVIA (vou me arrepender disso...)

Não era o grupo da morte que eu esperava, mas definitivamente é um GRUPO DA MORTE. A Suíça joga um ferrolho horrível, e a Sérvia... Bem, a Sérvia tem uma desvantagem de ser que é uma mentalidade cabeça-quente legitimamente africana. Mas atenção: por laços históricos com a Rússia ela será o segundo time local - para piorar, jogaremos contra eles justamente na única partida que faremos em Moscou na primeira fase. E falando nisso: a logística será horrível: a primeira partida será em Rostov (ali perto da Crimeia) e a segunda partida em São Petersburgo. Quem comprou pacote para ver todos os jogos do Brasil prepare a grana... Quanto à Costa Rica, a geração de ticos que surpreendeu o mundo na última copa está 4 anos mais velha. Lembram da Bulgária em 1998? Lembram da Croácia em 2002? Pois é... É um grupo da morte para o Brasil porque qualquer tropeço ficaremos em segundo, e daí enfrentaremos o primeiro lugar do Grupo... F. Temos plenas condições de ganhar dos alemães, mas NÃO NUMA PARTIDA QUE NÃO SEJA A FINAL.

Vou fazer justiça: a Sérvia pode ater ser eliminada nessa Copa, mas foi flagrantemente ROUBADA na partida contra a Suíça quando o árbitro alemão teve a proeza de dar uma falta de ataque do jogador sérvio em dois jogadores suíços, ao invés de ter dado o pênalti. É um grupo da morte, e felizmente estamos com a mão direita.
E eu falei que a Costa Rica não seria a mesma coisa que em 2014. Mas acho engraçado que o pessoal já esteja prevendo um Brasil x Alemanha, imaginando que o Brasil irá ficar em primeiro no grupo... Pode até ser que o Brasil ganhe da Sérvia, mas dependendo do placar que a Suíça fará na já desmotivada Costa Rica, pode ser que ocorra um Brasil x Alemanha sim, mas com a Alemanha em primeiro e o Brasil em segundo em seus respectivos grupos.
Finalmente, o Neymar. Além das óbvias botinadas, da torcida russa contra (e do resto do mundo, que odeia teatro), o Neymar ainda cometeu a besteira de tomar um cartão amarelo contra a Costa Rica, e obviamente os sérvios irão investir nisso para o Brasil perder o controle e tentar ganhar a partida. E se houver um Brasil x Alemanha sem Neymar, com o Tite teimoso insistindo em Gabriel Jesus por causa das propagandas... Bem, até o Catar.
(Muito embora com ele apenas tenhamos uma remota chance)

quarta-feira, junho 13, 2018

Apenas isso

Gostaria de contestar o dado sobre os 500 mil abortos/ano mencionado na reportagem "Por que Congresso e STF caminham para lados opostos na discussão sobre aborto" (https://www.bbc.com/portuguese/brasil-44458907). Considerando que:
- De acordo com os dados mais atuais, nasceram quase 2,8 milhões de brasileiros em 2016 (fonte: IBGE);
- De acordo com os dados mais atuais, 177 mil mulheres fizeram procedimento de curetagem pós-aborto no Brasil em 2017 (fonte: Ministério da Saúde - http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih/cnv/qiuf.def);
- Que esse procedimento não só inclui o aborto clandestino, mas o aborto espontâneo e complicações pós-parto;
- Que esse número representa uma tendência de queda nos últimos anos, uma vez em 2013 foram 190 mil, em 2014 foram 187 mil, em 2015 foram 181 mil e em 2016 foram 174 mil (fonte: Ministério da Saúde);
- Que cerca de 20% das gestações até a 22ª semana resultam em aborto espontâneo;
500 mil é um número bastante questionável, mesmo considerando a quantidade abortos clandestinos bem-sucedidos.
Fazendo uma regra de três simples (2,8 milhões estão para 80% assim como x está para 100%, sendo x = 3,5 milhões de gestações no Brasil em 2016), isso significa que 700 mil mulheres sofreram aborto espontâneo no Brasil em 2016. Somados aos supostos 500 mil abortos clandestinos (que o que já não aparenta ser factível face à quantidade de abortos espontâneos), isso dariam 4 milhões de gestações no Brasil nesse mesmo ano. Ou seja, segundo os dados mencionados, isso significa que a cada 8 gestações uma teve como consequência um aborto clandestino.
Considerando o número total de abortos, espontâneos ou clandestinos, chega-se ao total de 1,2 milhão. O número de curetagens de 2016, de 174 mil, passa a ser algo extremamente baixo. A se observar essa proporção, dessas 174 mil curetagens 72,5 mil seriam para abortos clandestinos. Ou seja, apenas 14,8% dos abortos clandestinos resultariam em complicações que ocasionassem problemas de curetagens. Pela questão da clandestinidade, é uma proporção muito baixa para ser factível.
Por que vocês não apresentam outras fontes sobre a provável quantidade de abortos clandestinos/ano no Brasil? Para começar, pelo menos até metade da década falava-se em 1 milhão de abortos ilegais/ano no Brasil (cito como exemplo matéria do Estado de São Paulo de 2014 https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,de-1-milhao-de-abortos-ilegais-no-pais-33-viraram-casos-de-policia-em-2014,1610235). Esse número aparentemente cabalístico se repetiu na década passada (vide reportagem da própria BBC Brasil de 2007 https://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2007/05/070530_abortodb.shtml). Ora, se os números mencionados pela imprensa reduziu-se de 1 milhão para 500 mil, ou isso significa que o Brasil progrediu de forma assustadora na educação sexual da população, que passou a adotar de forma mais proativa métodos contraceptivos, ou vocês estão simplesmente divulgando achismos favoráveis à militância de um só lado da questão. Como o aumento dos casos de HIV e de Sífilis no país indicam que a primeira hipótese é bastante improvável, fico com a segunda: vocês estão simplesmente sendo sim partidários e militando pela legalização do aborto no Brasil. 
PS: fico com a quantidade estimada, mais factual, da especialista em bioética Isabela Mantovani que, baseando-se na quantidade de curetagens realizadas no Brasil, estimou em 100 mil abortos clandestinos/ano, o mesmo quantitativo da Espanha, onde o aborto é legalizado e que possui uma população 5 vezes menor que a do Brasil. http://www.ebc.com.br/infantil/para-pais/2014/03/abortos-clandestinos-nao-passam-de-100-mil-por-ano-dizem-especialistas

quinta-feira, maio 31, 2018

Copa do Mundo, faltando 14 dias - revisão antes do início

Estou com um problema pessoal seríssimo e nem estou ligando muito para o evento, mas enfim: acho que o desempenho de algumas seleções em comparação com o que postei anteriormente, vejamos:

Grupo A - RÚSSIA (vou me arrepender disso...), Arábia Saudita, Egito e URUGUAI (1º)
 Eu sinceramente nunca tinha ouvido a história desse Salah, mas não importa: o Egito é a terceira força do grupo (ou segunda, considerando a Rússia), mas vai perdê-lo justamente contra o favorito do grupo. A possibilidade da Rússia aumentou. Mas quem sabe, né?

Grupo B -  PORTUGAL, ESPANHA, Marrocos e Irã
Gostaria de aumentar meu cacife na Espanha, sobretudo depois que ela goleou a Argentina. Além disso - escrevam o que eu digo - se a Espanha encontrar a Alemanha no mata-mata ela ganha.

Grupo C - FRANÇA, Austrália, PERU e Dinamarca.

Enfim, o Guerreiro irá à Copa. Não sei se o tanto de meses de gancho o prejudicará, mas vou dar uma chance ao Peru. Além disso, a França... A equipe francesa está mordida com o vice da Eurocopa em casa. Além disso, a equipe é experiente com mata-mata, superou um trauma histórico contra a Alemanha... Isso conspira para que a "Copa Não" possa virar uma "Copa Sim"

Grupo D - Argentina, Islândia, Croácia e Nigéria

Pode ser que o Messi não esteja jogando tudo o que pode não porque ele já passou do seu ápice, mas porque quer arrebentar na Copa. Por outro lado, a Argentina tomou de 6x1 da Espanhae só goleou de 4x0 o Haiti antes de embarcar para a Rússia. Esse grupo está cada vez mais me parecendo um legítimo grupo da morte (não tanto quanto o do Brasil, mas ainda assim um grupo da morte).

Grupo F - ALEMANHA México, Suécia e Coreia do Sul

Sim, a Alemanha é favoritíssima no grupo, sim, a Suécia tem mais jeito de segunda força que o México, mas houve um fato novo aí: os alemães estão com vontade demais... Isso signifca um grande potencial de repetir a "era da atitude" do Brasil 2010.

Além disso, sobre o Brasil: temos condições de sermos os primeiros do grupo, de passarmos das oitavas (provavelmente contra o México), das quartas (provavelmente contra a Bélgica) e até das semis (provavelmente contra a França), mas nessa Copa temos a grande possibilidade de, pela primeira vez desde 1986, perdermos jogando bem. Não vai ser por causa de um time péssimo como em 1990, por causa de um colapso sistêmico feito em 1998 e 2014 (a não ser que o Neymar dê problemas de novo, o que o fará passar para a posteridade como um jogador pipoqueiro, noves fora Copa das Confederações e Olimpíadas), por causa de salto alto feito 2006 ou por causa de "excesso de atitude" como em 2010. Caso percamos, será uma partida épica como o Brasil x Itália em 1982 ou o Brasil x França em 1986.

segunda-feira, maio 28, 2018

Sobre a greve dos caminhoneiros

Estão dizendo que a greve é de direita, outros que a greve é de esquerda... A única coisa que posso dizer é que a greve é CORPORATIVISTA como todas o são, mas não tem nenhum sindicato (falo aqui do povo filiado a CUT) envolvido - e se tiver a importância é mínima. Além disso, aqui há uma rara confluência entre patrões e autônomos. O núcleo da questão encontra-se nessa notícia do Antagonista que fala sobre as principais associações de caminhoneiros . As principais associações aqui são a Abcam (cujo líder se retirou das negociações da quinta-feira passada, mantendo a greve), a Unicam e a CNTA. 

Qual era o passo seguinte que qualquer jornalista deveria fazer? Apontar as ligações dessas associações. Como? Ora, buscando fontes diretas. A maneira mais BÁSICA de fazer isso é visitar os respectivos sites oficiais. Uma vez no site oficial, buscar a aba "contato" e ver onde que fica a sede.

Abcam - SAUS Quadra 1 - Bloco "J" - Ed. CNT - 7º andar. Brasília/DF
Unicam - SAS Quadra 01 – Bloco J – Edifício CNT Lotes 3 e 4 – 7ºAndar – sala 707 -Torre B. Brasília/DF
CNTA - SHN Quadra 2 Bloco F - Sala 620 - Edifíco Executive Office Tower - Brasília/DF

Para quem não é de Brasília, o SA(U)S é Setor de Autarquias Sul e SHN é Setor Hoteleiro Norte.

Mas chama a atenção que duas dessas associações não só ficam no mesmo prédio como ficam no mesmo andar. E o que diabos é esse Edifício CNT? É do canal CNT? Não, é da CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRANSPORTES, uma entidade PATRONAL que recebe recursos do governo para sustentar o SEST/SENAT. O CNT é presidido atualmente por Clesio Andrade, que foi vice-governador do Aécio Neves em Minas e é empresário da área de transportes. O CNT é a instituição que pede pesquisas fajutas ao instituto MDA para puxar o saco do PT - vejam as pesquisas de 2014 que apontavam vitória da Dilma no primeiro turno. Em suma: são patrões que mamam nas tetas do governo. 

Agora, a greve foi bem-sucedida porque a alta do dísel prejudica tanto as grandes empresas de transporte como os autônomos, e é exatamente por isso que há essa adesão massiva dos caminhoneiros. No entanto, continua sendo uma manifestação corporativista a qual os brasileiros se simpatizaram pelo fato de estamos sofrendo com a alta dos combustíveis. Como o pleito deles foi aceito, e o Temer/Petrobras terá que tirar o dinheiro que faltará de outro lugar (e como ele simplesmente não pede arrego e vai logo para o FMI botar a gente para fazer as reformas na marra), a corda vai estourar para o grosso da população. Sendo assim, essa será a única vez que os caminhoneiros terão apoio maciço da população. Nas próximas esses apoios diminuirão cada vez mais (e essa diminuição será exponencial quanto mais a esquerda for bem-sucedida em se apropriar da causa deles).

segunda-feira, maio 14, 2018

Bolsonaro - O Cavaleiro das Trevas

Ontem resolvi ver a animação que fizeram da HQ Batman - O Cavaleiro das Trevas e percebi a quantidade de analogias que se dá para fazer com a situação atual brasileira. A ordem dos personagens aqui é aleatória. Tem spoiler - mas a culpa é sua de não conhecer uma história de mais de 30 anos:

Gotham City - É o Brasil: (muito) violento, desesperançado. Quando é acometida pelo blecaute após o PEM simboliza a pneumonia que o Brasil pega quando há uma crise internacional daquelas. Quando o Batman (ele mesmo e seu simbolismo) mais o ex-Comissário Gordon conseguem controlar a cidade a TV mostra que Gotham é a única cidade dos EUA que não entrou em caos generalizado - isso de certa forma se aplica ao Brasil, que tem uma estranha habilidade de sair das crises internacionais mais cedo que o resto do mundo - aconteceu isso em 1929, em 1973 e em 2008 - nestas últimas, porém, caiu na besteira de manter políticas keynesianas mesmo após sair da crise (o que confirma a clássica frase do Milton Friedman de que criar uma política pública é muito fácil, o difícil é acabar com ela).

Batman - A analogia óbvia seria com o Bolsonaro, o que não está de todo errado. Porém, podemos expandir essa analogia para uma pessoa jurídica: os militares, que combateram o crime por muito tempo, mas tiveram que sumir por uma confluência de fatores pessoais (no caso do Batman, a morte do segundo Robin; no caso dos militares, a encheção de saco que é se envolver política, além das consequências da Crise de 79) e externos (na história, a perseguição do governo americano aos vigilantes e meta-humanos; já com os militares foram as pressões internas e externas pela volta do regime civil). Enquanto não voltou, o Bruce Wayne ficou quieto no seu canto, tal como os militares levando a vida mansamente com a garantia do soldo no final do mês. Ah sim: no blecaute de Gotham o Batman arrebenta no braço uma escopeta, mostrando aqui que dessa vez a tomada do poder será civil.

Alfred - Na HQ ele representa o fator que conserva o Bruce Wayne do Batman. No final ele destrói a Mansão Wayne e tudo que o ligava à família e, no momento seguinte, tem um derrame e morre. Na nossa comparação ele é o lado do "deixa disso", que quer nos manter no conforto de nosso lar enquanto o pau come lá fora. Sua morte simboliza o fato de que não dá mais para relevar o que está acontecendo.

Mutantes - São os simpatizantes, sobretudo os jovens, da esquerda. Reparem que, mesmo após a queda do Líder Mutante, ainda há mutantes andando pela cidade.

Robin/ Carrie Kelley - simboliza o brasileiro comum: após anos de doutrinação esquerdista (filha de pais ripongas), é salva pelo Batman. Vendo os pais reprovando o Batman ("é para isso que fomos às ruas [contra a ditadura,/Diretas Já/Impeachment do Collor/2013/Fora Temer]?"), ela decide que o fato Batman é mais relevante que os comentários e resolve se juntar ao Homem-Morcego.

Lana Lang - É a única representante da imprensa que é a favor do Batman. Nos EUA dos dias de hoje seria a Fox News e todo o jornal tido pelos críticos como "extrema-direita" ou "ultraconservador" - os mesmos que não conseguem dar UM exemplo do que seria algo ou alguém apenas "de direita" ou apenas "conservador" para termos algum parâmetro. No Brasil a Lana Lang seria a Joice Hasselmann - até um pouco pelas curvas, apesar de a Joice não ser gorda, apenas fofolete.

Comissário Gordon - Aqui é uma versão modificada (porque está a uma semana de se aposentar) do Sérgio Moro, sobretudo no fato de que sabe que seguir apenas a letra fria da lei não leva à nada e dá uma mãozinha ao Batman conduzindo o Líder Mutante para a desmoralização final. Após sua aposentadoria, ele é substituído pela Ellen Yindel, que é o típico membro esquerdista do Ministério Público que tenta perseguir o Batman por ele "não agir de acordo com a lei", o atrapalhando quando ele ia capturar o Coringa antes deste promover o massacre ao vivo na TV e correndo atrás dele mesmo quando o Coringa é morto, só cedendo quando vê que o Batman consegue controlar o caos em Gotham após o blecaute.

Dr. Bartholomew Wolper - O arquétipo dos defensores dos "direitos humanos"*, que tenta nos empurrar o Duas Caras e o Coringa goela abaixo. No final ele é morto pelo Coringa ao melhor estilo "cría cuervos y te sacarán los ojos" -  o que aliás SEMPRE acaba acontecendo.

*Melhor seria dizer do "diretohumanismo", termo que serve para diferenciar o que realmente são os direitos humanos de verdade - direito à vida, à liberdade, à igualdade perante à lei, à propriedade, etc. - dos esquerdistas que usam o seu nome para impor sua pauta, tal como o feminismo em relação às mulheres, o "movimento negro" em relação aos negros, o "movimento gay" em relação aos gays, etc.

Harvey Dent/ Duas Caras - Não, ele não representa o PT, mas sim o PSDB. O lado Harvey Dent é o que se mostra pró-mercado; já o lado monstro é o lado pró-social. É mostrado na história que a cirurgia facial foi um sucesso e o lado monstro desapareceu, mas se observarmos além da fachada, o lado monstro é o ÚNICO que existe. E convenhamos, a realidade é essa: não houve UM ÚNICO mal que o PT causou que o PSDB não tenha plantado a semente. Mensalão? Começou no PSDB. Bobajada de direitos humanos? Leiam o PNDH 2, que contém o germe das cotas raciais. Bolsa-família? Foi uma transformação do Bolsa-Escola, criação praticamente conjunta do PT (Cristovam Buarque no DF) e PSDB (José Roberto Magalhães Teixeira em Campinas). No final o Batman vê e expõe ao público a verdadeira natureza do Harvey Dent - e é por isso que o Alckmin está capengando nas pesquisas.

A fixação pelo número 2 é a famosa "dialética das tesouras", termo cunhado pelo Hegel e disseminado pelo Olavo de Carvalho. Deve ser salientado que a história política SEMPRE se dá, ao fim e ao cabo, entre duas "facções". Para usar um exemplo, a Florença do século XII se dividia entre os Guelfos e Gibelinos até que os primeiros ganharam a parada. Após isso Florença viveu feliz para sempre os Guelfos se dividiram entre negros e brancos. Um tal de Dante Aligheri era um Branco e teve que se exilar de Florença. Outro exemplo é o Império Bizantino, que tinha suas facções políticas delimitadas pelas cores das equipes de corrida de bigas.

Líder dos Mutantes - Pela maneira com que lidera os mutantes e pelo jeito físico só pode ser o Lula e o jeito sindicalista bronco do PT. Na primeira luta do Batman quase consegue acabar com ele após jogar sujo (fala que quer lutar com o Homem-Morcego de mãos limpas e resolve usar um pé-de-cabra), perdendo com a ajuda do Robin. Já a derradeira luta ocorre justamente na lama, quando ele é desmoralizado totalmente.

Filhos do Batman - São os ex-membros da gangue dos mutantes que se desiludem com a gangue. Obviamente, são os bolsominions.

Coringa - Não, não é do PT de quem estamos falando aqui. O Coringa aqui simboliza os "justiceiros sociais". Mas é algo um pouco mais profundo: reparem que no começo da história, quando o Batman está ausente e o pau está quebrando em Gothan, o Coringa se encontra catatônico em Arkham. Ele só volta a recuperar seu sorriso após o Batman derrotar o Líder dos Mutantes - ou seja, quando o Batman começa a colocar Gotham nos eixos. Da mesma forma os justiceiros sociais: já repararam que eles não existem em lugares como a Síria ou o Congo? Por que isso acontece? Ortega y Gasset tem uma explicação perfeita para isso: chamando-os de "homens-massa", os justiceiros simplesmente desconhecem os fundamentos que permitiram que a civilização e a ordem chegassem no lugar onde estão e não permanecessem como Síria ou Congo. Outro aspecto interessante é que o Coringa faz questão de aparecer na TV, o que mostra aqui que a TV é a principal ferramenta de disseminação da "justiça social" (vide o famigerado "marketing social" nas novelas da Globo). Finalmente, o confronto derradeiro entre o Coringa e o Batman se dá no "Túnel do Amor". Nos quadrinhos isso é uma óbvia dica de como o Batman e o Coringa são personagens complementares (o que seria salientado principalmente pela história do Alan Moore "A Piada Mortal"). Na realidade, é o fato de que os justiceiros sociais não sobrevivem sem que a sociedade esteja em ordem.

Selina Kyle/Mulher Gato - Essa é a personagem menos óbvia da trama. Na HQ ela se transformou numa cafetina de luxo que acaba sendo encontrada pelo Coringa, que lhe dá um beijo com um batom hipnótico, obrigando-lhe a lhe emprestar uma de suas garotas para, com o mesmo baton, hipnotizar um senador com o intuito desse pedir pelo bombardeamento atômico de Corto Maltese (na história dá a entender que a União Soviética lança o ataque nuclear devido à essa intervenção). Ao final o Batman a resgata quando já estava amarrada (e vestida de Mulher-Maravilha - aliás, se pesquisarem a vida do criador da Mulher Maravilha, William Moulton Martson, verão que ele adorava BDSM). Na nossa comparação, quem seria a Selina? A resposta óbvia seria a Gleisi "Amante" Hoffman. Mas há algo que difere a Mulher-Gato da atual "Presidenta" do PT: a primeira é uma anti-heroína, e não há nada de heroico na segunda.

Essencialmente, o que é um anti-herói? É alguém que não possui qualidades heroicas, que até pode fazer o mal, mas às vezes mesmo não querendo, faz o bem. Os clássicos exemplos de anti-herói nos quadrinhos são a própria Mulher-Gato, o Deadpool e o meu preferido de todos: o Justiceiro. Na história, a Selina continua nos dois mundos - afinal, ser cafetina, ainda mais de luxo, implica necessariamente ter uma fachada legal para fazer algo ilegal. O segredo está aí: ela tenta conciliar os dois mundos. Poderia dizer que a Selina aqui representa os "isentões", mas não estaria certo de todo. A Mulher-Gato representa sim são os "burgueses revolucionários arrependidos", aqueles que são os principais beneficiários da sociedade em que vivem, mas que querem ver esse mundo queimar, até que o mundo finalmente queima e se arrependem do que fizeram. Na literatura, quem chega mais próximo da Selina é a Varvara Stavrogina de "Os Demônios" do Dostoiévski - a burguesa que dá guarita ao Piotr Verkhovensky (um legítimo Coringa também, diga-se) até que este mostra a que veio. A Mulher-Gato e o Coringa operam no mesmo campo de realidade, mas a diferença é que a primeira ainda mantém algum escrúpulo com a sociedade à qual pertence, enquanto que este já não tem nenhum.

Ronald Reagan - Na HQ o Frank Miller não quis saber de analogias aqui. Era o próprio Reagan de quem ele estava falando - e a luta por Corto Maltese simbolizava a intervenção que os EUA fizeram na ilha de Granada - essas intervenções seriam o germe da Nova Ordem Mundial proclamada pelo seu sucessor Bush (o sênior). Aqui, o Reagan simboliza nada mais nada menos que o Clube Bilderberg. As cidades americanas (aqui representando os países do mundo) degenerando em caos após o PEM e Gotham sendo a única que conseguiu manter a ordem graças ao Batman/Bolsonaro/Militares!? Absurdo! Vamos mandar o Super-Homem dar uma coça nesse cara! Mas sem matar, para ver e ele se junta a nós...

Arqueiro Verde - Nas HQs o Oliver Queen é mostrado como um esquerdista. Na história ele odeia o Super-Homem pelo fato dele lhe ter tirado um braço. Por mais que continue sendo um liberal no sentido americano do termo, a melhor analogia que se pode fazer aqui é de que o Arqueiro Verde é um ex-esquerdista, que se revela fundamental para que o Batman derrote o Super-Homem.

Super-Homem - Na HQ ele não passa de um pau-mandado do governo americano. Na realidade, quais são as ferramentas de ação do Clube Bilderberg? Sim, a ONU e as ONGs esquerdistas (Open Society, Fundação Ford, ONGs ligadas ao Jorge Paulo Lemann, etc.), que cismam em tirar do poder quem está conseguindo - ou quem pode conseguir - pôr ordem no caos. Na HQ o Batman dá um pau no Super-Homem com a providencial ajuda do Arqueiro Verde. Na realidade... Bem, por enquanto ainda estamos no terreno da esperança.

sexta-feira, fevereiro 23, 2018

Nota sobre as Eleições (4) - O Brasil caipira está se mobilizando pelo Bolsonaro

O Brasil Caipira é aquele que vai dos pampas gaúchos até o norte do Mato Grosso e Goiás. Nas últimas eleições - não considere as capitais, que se comportam de maneira diferente - essa região votou maciçamente pelo Aécio - que não levou porque perdeu de goleada nos biomas Nordeste, Rio de Janeiro e Minas Gerais (Minas é um caso à parte).

Qual é o principal tipo de música que o Brasil Caipira ouve? O sertanejo. E qual está sendo o ritmo do momento dentro do sertanejo? O sertanojo universitário. A maioria dos artistas, como é ótimo que façam, não se envolvem em política. Mas tem uns que gostam de emitir opiniões.

Hoje, o Gusttavo Lima, com dois "t", declarou que vai votar no Bolsonaro da maneira mais bombástica - digo, balística, possível: com um fuzil e defendendo o fim do estatuto do desarmamento.

Mas ele não é o quebra-gelo no mundo do sertanejo: ainda em 2016 o Eduardo Costa já disse que apoiava o Bolsonaro - dando um legítimo foda-se em quem discordasse. Não pelo fato dele defender o Bolsonaro, mas qualquer artista que está cagando e andando para mimizentos de internet terá a minha simpatia.

No entanto, isso não significa que a vida do Bolsonaro será fácil no Brasil Caipira. O Bolsonaro terá duas grandes dificuldades para conseguir o controle dessa região: a primeira será o PSDB, que tem um predomínio absoluto do "interiorrrr" paulista. A segunda é alguém de quem está se falando muito pouco nesses dias: justamente o Álvaro Dias (trocadilho involuntário aqui). O Cantinflas brasileiro também tem um domínio naquela que é talvez a segunda região caipira mais importante do Brasil, que é o interior do Paraná. Além disso, recentemente conseguiu um aliado importantíssimo no que será o principal campo de batalha eleitoral: Minas Gerais. O nome do cidadão é o magnata, publisher, carcamano e prefeito de Betim Vittorio Medioli. O Medioli é amigo do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (amigo até demais). Isso significa que o Dias terá palanque tanto na principal região de Minas como poderá subir junto daquele que é considerado o potencial substituto do Aécio nos três corações coração dos mineiros

A principal diferença do Bolsonaro para os tucanos que fracassaram em tirar o PT do poder é o fato dele ter o Rio de Janeiro. Tendo o Rio, ele provavelmente terá o bioma carioca em Minas chamado Zona da Mata. Mas ainda está muito pouco. A grande incógnita será para onde irá o Nordeste no Brasil pós-Lula.

É melhor Jair preparando o estômago para a buchada e sarapatel, Bolsonaro...